Doenças de verão? Alguns cuidados simples podem evitá-las

temporada de verão nem mesmo chegou à metade e as doenças típicas da estação já fizeram suas vítimas. Descuidos, como beber água ou consumir alimentos de origens desconhecidas, podem estragar o passeio. Prova disso foi o surto de diarreia que levou mais de 3 mil pessoas a hospitais e ambulatórios no Guarujá, na Baixada Santista, um dos destinos preferidos dos paulistanos nesta época.

Uma boa dica para evitar problemas com água durante as viagens é consumir o produto industrializado. Água da torneira pode significar contaminação por bactérias que causam intoxicação. A partir daí, os sintomas começam a aparecer: diarreia, vômito, febre e mal-estar. O cuidado também deve ser redobrado com a comida, como a que é vendida nas praias, sem higiene ou refrigeração necessária para que o alimento não estrague. A dificuldade maior é que as bactérias não alteram o sabor do alimento.

Outra precaução é evitar ficar com a imunidade do corpo baixa, segundo Fernando Dominguez Gonzalez, diretor clínico do Hospital Infantil Cândido Fontoura, vinculado à Secretaria Estadual da Saúde. “A alta temperatura, aliada ao consumo de bebidas geladas e ambientes refrigerados podem baixar a imunidade, o que o torna mais susceptível às moléstias.”

A água, além do risco de afogamento e intoxicação, pode provocar candidíase. Trata-se de um fungo que se prolifera em locais que ficam muito tempo úmidos. Em adultos, a região da virilha é a mais atingida devido ao uso prolongado de biquínis e sungas molhadas, o que provoca uma espécie de assadura e coceira. “O fungo aproveita a umidade e o calor para se proliferar”, diz Gonzalez.

Quem pensa que apenas água e alimentos contaminados podem causar tormentos na estação está enganado. Um dos maiores vilões dessa época é o sol, que pode causar brotoejas em bebês e crianças. Além disso, insolação, desidratação e até mesmo câncer de pele podem ser provocados pela exposição excessiva ao sol.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*