A dieta das 3 horas

Dietas enxutas você não agüenta? Complicadas? Nem começa. Aquelas que proíbem massa não são para você. Tudo bem. Dá para emagrecer sem mexer no cardápio – é possível até manter o doce. Basta pôr em prática uma regrinha: comer a cada três horas.

OK, não é novidade. Mas você tentou? Ou melhor: se comprometeu de verdade a evitar jejuns prolongados? Ficar períodos longos sem comer faz o corpo entrar em estado de alerta, imaginando que você está perdida no deserto sem comida. Daí, para se prevenir, passa a estocar gordura em vez de queimar. E, ainda, põe em ação mecanismos que comprometem as curvas e a saúde .

Mas, antes de achar que a regra das três horas não ajuda ninguém a perder peso, saiba que ela transformou o livro A Dieta das 3 Horas, do americano Jorge Cruise, num sucesso estrondoso nos Estados Unidos. Recém-lançado no Brasil pela Editora Best Seller, esse programa de emagrecimento elencou uma série de providências, como fazer um contrato de sucesso para ajudar você a fracionar as refeições. Agora entenda por que 3 é o número mágico contra as gordurinhas.

• Metabolismo a mil: toda vez que você come, gasta calorias na tarefa de digerir os alimentos. “Esse gasto é maior imediatamente após a refeição, quando o corpo inicia o processo de digestão”, diz a nutricionista paulistana Gisele Pavin. Por isso, comer a cada três horas obriga o corpo a reiniciar a digestão de cinco a seis vezes por dia, queimando mais calorias e fazendo você perder peso.

• Menos gordura, mais músculos: três horas depois de uma refeição, o organismo encerra o processo de digestão – os excessos são estocados na forma de gordura e o corpo passa a buscar combustível nos músculos. Se você comer antes desse sistema ser acionado, a gordura vai embora e os músculos ficam. E, como os músculos são queimadores de energia, ajudam a manter o metabolismo acelerado e o corpinho em cima.

• Barriga chapada: quando você está com fome, uma espécie de stress, seu corpo produz uma quantidade maior de cortisol. E estudo publicado no conceituado New England Journal of Medicine mostrou que quantidades elevadas desse hormônio estão associadas aos estoques de gordura abdominal.

• Fome econômica: fazer refeições a cada três horas emagrece sem sacrifício, pois você come antes de ficar faminta. E existem duas vantagens nisso. “Quando a gente se satisfaz com porções menores, economiza calorias e mantém equilibrados os níveis de insulina. Se você consome um prato gigante, produz muita insulina (hormônio cuja tarefa é carregar a glicose para dentro das células). E, em excesso, esse hormônio engorda e dá mais fome”, diz o endocrinologista Tércio Rocha, do Rio de Janeiro.

Muita gente só lembra de comer quando a fome está quase incontrolável – e aí lá vem peso extra. Você faz o mesmo? Então, vire a página e coloque em prática o plano de adesão à dieta das 3 horas.

Seu plano de adesão à dieta das 3 horas

As técnicas reunidas no programa criado por Cruise são bastante simples: mantêm você motivada para fazer seis pequenas refeições por dia

1. Faça um pacto com você

Preencha o contrato de sucesso e pendure-o num lugar visível – que tal na porta da geladeira? Esse “documento” vai servir de lembrete sobre sua decisão de emagrecer, ajudando-a a se manter firme no programa.

2. Agende as refeições

Anote o horário de cada uma delas, todos os dias. Se você tomou o café-da-manhã às 7 horas, agende o lanche às 10, o almoço às 13, outro lanche às 16, o jantar às 19 e um último lanchinho às 22. Tudo bem se você se atrasar 10 ou 15 minutos. Mas procure ser o mais pontual possível para garantir resultados. E tente respeitar sempre os mesmos horários – organização emagrece e seu corpo gosta de rotina. Você esquece de tomar água? Use a agenda para fazer esse controle: oito copos por dia, de preferência entre as refeições.

3. Coloque seu celular para tocar

Você esquece de olhar a agenda? Programe seu relógio de pulso para despertar três horas depois do café-da-manhã. Faça o mesmo para as outras refeições. Você está no trabalho e precisa ser mais discreta? Se você não desgruda do seu celular, ponha o alarme para tocar a cada três horas. Ou, ainda, programe seu calendário eletrônico para disparar na tela do computador o lembrete: HORA DE COMER!

4. programe os lanches

Compre lanchinhos para levar na bolsa ou guardar na gaveta do trabalho. Se deixar para resolver essas minirrefeições no dia, corre o risco de não ter nada para comer na hora programada. Ok, se precisar você pode comprar uma barra de cereais na máquina ou ir até a lanchonete para tomar um suco. Mas se estiver numa reunião ou no meio de uma tarefa urgente? Melhor se prevenir.

5. Imagine-se linda

Esse exercício ajuda a tornar realidade o que deseja. Se você se concentrar na gordura que não quer, continuará com ela. Então, se enxergue com o corpo mais enxuto, dentro de um vestido justo – o modelito desenha seu novo visual magro e em forma, sem apertar nada. Você está sorrindo, feliz da vida. Faça esse exercício de visualização todos os dias, “enxergando-se” sempre numa situação positiva.

6. Reserve um tempinho para os exercícios

Não é obrigatório, mas Cruise propõe oito minutos diários de treino com peso (veja no site www.boaforma.com.br aulas com peso para braços e pernas). Eles ajudam você a ganhar músculos, o que acelera a perda de peso.

Cardápio da hora certa

Comer mais vezes significa comer menos em cada refeição. Você não precisa reduzir seu total diário de calorias, isto é, se consumir uma quantidade razoável (de 1 500 a 1 800 calorias). Assim mesmo pode perder 1 quilo por semana. Quer enxugar mais? Combine a regra das 3 horas com uma dieta de 1 200 calorias.

7 horas café-da-manhã (220 cal)

1 copo (200 ml) de suco natural ou 1 fruta

1 fatia de pão integral light ou 3 biscoitos de água e sal ou 2 cookies de aveia

1 fatia de queijo-de-minas ou 1 pote de iogurte light ou 1 copo de leite desnatado

10 horas lanche (80 cal)

1 fruta (maçã, pêra, pêssego ou 4 damascos)

13 horas almoço (380 cal)

1 filé de frango ou peixe ou carne magra assado, cozido ou grelhado

1 pires de legumes (cenoura, vagem, abobrinha) cozidos ou grelhados

3 col. (sopa) de arroz integral ou de macarrão integral

Salada de folhas verdes à vontade

16 horas lanche (100 cal)

2 torradas médias ou 1 barrinha de cereais

1 col. (sopa) de queijo cottage ou cream cheese light

19 horas jantar (320 cal)

1 posta de peixe ou 1 hambúguer ou 2 salsichas de peru assado, cozido ou grelhado

½ pires de legumes (cogumelo, vagem, berinjela)

2 col. (sopa) de purê de batata ou de abóbora ou de mandioquinha

Salada de folhas verdes à vontade

22 horas ceia (100 cal)

1 pote de iogurte light ou 1 copo de leite desnatado

1 fruta (maçã ou pêra ou 1 fatia de melão)

 


Fonte: Boa Forma

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*