Alzheimer, identificado novo gene que pode levar ao aumento do risco de contrair a doença

Pesquisadores identificaram um gene que parece aumentar o risco de uma pessoa desenvolver Alzheimer de manifestação tardia, a forma mais comum da doença. A pesquisa é apresentada como parte do programa de últimas notícias em ciências na 62ª reunião anual da American Academy of Neurology (academia americana de neurologia) em Toronto, que ocorre de 10 a 17 de abril de 2010.

– Apenas recentemente demonstrou-se de forma convincente que as variações comuns em genes, exceto o APOE, podem estar associadas ao risco de uma pessoa desenvolver a doença de Alzheimer de manifestação tardia – diz Margaret Pericak-Vance, médica e diretora do John P. Hussman Institute for Human Genomics da Miller School of Medicine, da Miami University.

Os pesquisadores analisaram a variação genética em todos os genomas humanos de 2.269 pessoas com doença de Alzheimer de manifestação tardia e 3.107 pessoas sem a doença por meio de um estudo de associação do genoma completo. Nesses estudos, trechos de DNA são analisados para identificar pequenas diferenças na sequência genética entre pessoas com e sem doença de Alzheimer.


Fonte: ClicRbs.com.br, 14/04/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*