Ansiedade, combata ela ou sua dieta acabou

Ela chega sem avisar e quando você vê, já devorou o que tinha na frente. A ansiedade é a principal responsável pela famosa “boquinha nervosa”. Isso acontece com você? Não se culpe! Quando ela ataca, pode tanto ser um sintoma de disfunções orgânicas quanto de aflições emocionais.

A ansiedade interfere na ação do cortisol, hormônio que influencia o aumento da pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue.

Para os mais ansiosos, comer é uma forma de acalmar os nervos. A comida preenche um vazio emocional. Repare que os ataques de gula acontecem quando você está na expectativa de algo, um fato inesperado ocorre ou até mesmo está chateado. O problema maior é quando você não se controla e acaba comendo demais…

A nutricionista Mariana del Bosco, da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), conta que alguns estudos demonstraram que o carboidrato, por ser importante para a produção de serotonina (neurotransmissor que promove o bem-estar), pode aplacar a ansiedade.

– Até por conta disso, nas crises de ansiedade, as pessoas buscam pães, doces e carboidratos em geral…

nas crises de ansiedade, as pessoas buscam pães, doces e carboidratos em geral

E já sabe o que acontece com você quando come mais carboidratos do que seu organismo pode queimar: engorda! Por isso é importante estar em contato com os seus sentimentos para não recorrer à comida. Se você engorda porque come por ansiedade, dietas de restrição calóricas não são a única solução. Por isso, procure achar um meio de se acalmar.

Técnicas de meditação e relaxamento ensinam o corpo e a mente a entrar em um estado de atenção plena, mais lento e tranquilo. A psicoterapia pode ensinar técnicas para controlar a ansiedade, além de investigar as raízes da ansiedade e propor formas mais adequadas e menos danosas de lidar com os mesmos problemas.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*