Asma, uma doença cara para a saúde pública

A asma é uma das doenças mais prevalentes do mundo e importante causa de restrições físicas, emocionais e sociais. Ela afeta pacientes, familiares e a sociedade em geral.

As drogas atualmente disponíveis para o tratamento da asma são consideradas seguras e eficazes para o controle da doença, na grande maioria dos casos.

Paradoxalmente, a asma ainda é causa importante de absenteísmo à escola e ao trabalho, redução da qualidade de vida, visitas ao pronto-socorro, hospitalizações e mortes. Isto porque grande parte dos asmáticos não é tratada de forma correta.

O tratamento regular da asma implica em custos proibitivos para a população de baixa renda que depende dos serviços públicos de saúde.

O tratamento regular da asma, além da melhora dos sintomas, resulta em economia para os cofres públicos através da redução de procedimentos de custos elevados como internações e atendimentos de emergência. O controle da doença também implica em redução do seu impacto social já que, livre de sintomas, os asmáticos são capazes de participar de atividades diversas, incluindo trabalho, educação e esportes.

É necessário e urgente, que todos pacientes, crianças e adultos, tenham acesso aos medicamentos para o controle da asma e assim aliviar o intenso sofrimento que esta doença impõe aos seus portadores, familiares e sociedade.


Fonte: diariodonordeste.globo.com, Gerge Matos Cavalcante, adaptado, 04/05/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*