Atividade física na infância e adolescência: vantagens e desvantagens

Seja pela busca da boa saúde ou pela vontade de ter um físico bem definido, a procura pelas academias é cada dia maior. E muitos dos freqüentadores são adolescentes, principalmente nas salas de musculação. Especialistas não condenam a prática, mas alertam: um programa de exercícios com peso deve ser feito somente sob orientação profissional e com carga adequada.

Quando bem orientados, exercícios com pesos podem trazer vários benefícios. “A musculação ajuda o adolescente a ter condicionamento físico, aumentar a massa muscular, melhorar a performance para um determinado esporte e a reforçar a musculatura, o que evita lesões desportivas”, destaca a professora de Educação Física Iris Lima, da academia Bump Esporte e Sáude.

A pediatra Patrícia Coelho ainda aponta os ganhos na densidade mineral óssea de adolescentes como outro benefício. “Isso evita o surgimento posterior de doenças ósseas, como osteoporose. Mas é importante frisar que uma dieta bem elaborada é essencial para a saúde e para as demandas energéticas solicitadas na musculação”, explica.

Entre os especialistas ainda não há consenso sobre a idade ideal para se iniciar na prática. Para Iris Lima, o recomendável é nos pós-puberes: meninas após a primeira menstruação (12-14 anos), e meninos após o estirão de crescimento (15-16 anos). Já para o ortopedista Cláudio Coelho, não há restrições nem idade certa para a atividade.

Mas antes de se iniciar nos treinamentos, é preciso uma avaliação médica que irá aferir o nível correto de maturação de cada adolescente¿, diz. Segundo os especialistas, um programa de musculação para adolescente não precisa durar mais do que 30 a 40 minutos por dia, três vezes por semana. A estudante Vanessa Cruz, 14 anos, pratica há um mês. “O médico indicou musculação para engrossar minhas pernas”, conta. Já o estudante Igor Luz, 14, faz Pilates para corrigir a postura.

Vantagens da atividade física na infância

Desenvolvimento dos ossos; prevenção contra obesidade, estresse e fadiga crônica; aumento da auto-estima. Esses são alguns benefícios de atividades físicas praticadas na infância e na adolescência.

“As crianças estão cada dia mais paradas na frente do computador e da televisão. Ficam sentadas comendo biscoitos, pipoca e refrigerantes. Mas o certo é incentivar a prática da atividade física desde cedo, evitando-se, assim, problemas como obesidade, diabetes, hipertensão”, destaca a pediatra Patrícia Coelho.

Confira os exercícios indicados para cada idade:

– A partir de 6 meses

Natação e atividades de recreação (como jogos com elementos lúdicos)

– A partir de 5 anos

Natação, balé e atividades de recreação

– A partir de 8 anos

Basquete, vôlei, futebol, tênis, caminhada, alongamentos, artes marciais e atividades de recreação

– A partir de 10 anos

Todas as atividades anteriores e corrida leve (atletismo e circuitos)

– Pós-puberdade

Todas as anteriores, Pilates, RPG e exercícios com pesos, como musculação (leve)

 


Fonte: Saúde e Terra

9 thoughts on “Atividade física na infância e adolescência: vantagens e desvantagens

  1. eu tenho 12 anos e tenho canelas, e coxas finas quero muito aumentar o volume e tambem do meu bumbum tem indicações? e indireitar a postura!

  2. Tenho 14 anos, e gostaria de saber que exercício é bom para aumentar a coxa o bumbum, e afinar a cintura

  3. Tenho 14 anos, e vou começar a fazer ginástica e musculação, 1 hora, por dia. Gostaria de saber se isso atrapalha o meu crescimento; e se tem desvantagem.

  4. Eu tenho 14 anos, e gostaria de começar a fazer Ginástica e musculação, e gostaria de saber se isso impede o meu crescimento, e outras coisas a mais? Eu vou fazer 1 hora por dia

  5. A partir de 11 onze anos os pré-adolescentes podem fazer academia?

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*