Bala de colágeno, ajuda no emagrecimento e combate a flacidez

Já ouviu falar em uma bala que anuncia ser a solução para quem quer enrijecer os músculos e perder medidas de um jeitinho leve e doce? Criada para uso estético, a bala de colágeno pode ser elaborada com vários princípios ativos que proporcionam o emagrecimento.

“Depende se o objetivo é emagrecer ou enrijecer”, afirma dermatologista Suzy Rabello, do Hospital Bandeirantes. Confira os esclarecimentos da profissional sobre esse santo remédio que ajuda na diminuição do apetite sem causar efeitos colaterais:

Depois de quanto tempo consumindo a bala de colágeno os resultados aparecem?

Os resultados não são percebidos de forma tão fácil, até porque no processo são associados outros tipos de terapia, como cremes, massagens e aparelhos para estimulação do colágeno e da melhora da flacidez. Não se deve apenas usar balas de colágeno e esperar uma mudança espetacular

Além da redução de apetite, no que mais as balas de colágeno podem contribuir?

“Como podemos incluir outras substâncias em sua formulação (por exemplo, produtos para ajudar a reduzir gordura) é possível contribuir para perda de peso”.

As balas de colágeno são manipuladas ou já existem industrializadas? Quantas podem ser consumidas por dia?

Feitas em farmácias de manipulação, a recomendação é que se consuma de duas a três dessas balas por dia

Quais benefícios apresentam as balas de colágeno manipuladas com adição de ervas fototerápicas?

Elas têm os mesmos efeitos das ervas já que a bala é apenas o veículo para o organismo. Por exemplo, o chá verde tem a função de acelerar o metabolismo e, consequentemente, emagrecer, e as balas manipuladas com esta erva proporcionarão o mesmo resultado.

É necessário ter receita médica para comprar? Quanto elas custam?

Não há necessidade de receita, desde que sejam apenas de colágeno.  O preço, em média, é de R$ 120 por 60 balas.

Podem ser encontradas em quais sabores as balas de colágeno?

Vários sabores, como as balas de goma.


Fonte: Abril, Monique dos Anjos, 11/01/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*