Balanopostite mal curada pode virar câncer de pênis

Um número cada vez maior de homens vem apresentando balanopostite, uma doença causada por uma infecção de fungos ou bactérias sobre o prepúcio do pênis não circuncidado. Em geral a causa mais frequente é a má higiene da região que leva ao super crescimento dos fungos e bactérias que existem normalmente.

A balanapostite causa uma infecção com dor, prurido (coceira), hiperemia (avermelhamento) e edema (inchaço) e pode acabar produzindo uma estenose (constrição) da uretra.

Os homens com balanopostite apresentam o risco de, posteriormente, desenvolver outras doenças como balanite obliterante xerótica, fimose, parafimose e câncer de pênis.

Tratamento da balanopostite

Paciente com balanopostiteOs antibióticos e antifúngicos tópicos ou os cremes de esteróides costumam curar a lesão. Aliado a tais produtos é fundamental uma higiene adequada, com lavagem e secagem do prepúcio.

O fracasso do tratamento acima torna necessário a realização de mais exames clínicos para identificar o fungo ou bactéria responsável pela balanapostite e desenvolver um tratamento apropriado.

Caso esse tratamento falhe existe um risco de tratar-se um tumor maligno (câncer) e torna-se necessário fazer uma biopsia para descartar a possibilidade de tratar-se de um câncer de pênis.

O importante é caso você apresente os sintomas de balanapostite não deixar de procurar um médico. Se o tratamento com cremes falhar e possível tratar-se de um câncer de pênis, que pode ser tratado sem a necessidade de amputação do pênis. Infelizmente muitos homens, às vezes até mesmo envergonhados, não procuram um médico e acabam ajudando a a aumentar as estáticas de mais de 1.000 amputações de pênis por ano devido a câncer no Brasil.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*