Cabelo, veja como acabar com o efeito frizz

Toda mulher sofre com os dias em que os cabelos não colaboram: armam demais, enrolam de menos, não alisam como deveriam ou mesmo se ajeitam para um lado que você, definitivamente, não quer. Mas o que incomoda mais a maioria das mulheres são aqueles fiozinhos que insistem em ficar para cima, o chamado "frizz".

Rodrigo Ferreira, do Studio W, em São Paulo, explica que o arrepiado dos fios acontece, porque a cutícula está aberta, o que deixa cada mecha com aparência de arrepiado e sem aderência.

Além disso, a hairstylist Déia Dios, do salão DDios, um espaço instalado no spa Amarynthe, em São Paulo, afirma que a falta de comprimento e nutrientes contribuem para o aspecto terrível dos cabelos.

A boa notícia é que, sendo um estado das madeixas, o frizz tem solução e a melhor delas para os fios rebeldes é unânime entre os cabeleireiros: uma boa hidratação.

Segundo Marcos Coraza, do Gilberto Cabeleireiros, em São Paulo, existem várias opções no mercado de leave-in e gel ativadores de cachos que deixam o cabelo muito mais definido e, consequentemente, sem frizz.

Além disso, segundo o especialista, a boa e velha hidratação ajuda bastante. "Em alguns casos, o ressecamento dá uma aparência de frizz nos fios", avisa. Mas ele ressalta: "Se é do biotipo da pessoa, o melhor mesmo é fazer uma escova progressiva".

Segundo Nanni Leite, cabeleireira e diretora técnica da Mac Paul Cosméticos, para controlar o frizz, hidratate as mechas "ao menos uma vez por semana com uma boa máscara de hidratação, além de usar produtos específicos para controle e redução do frizz".

Além disso, o uso de um bom pente de madeira e bons produtos dá para se domar os fios rebeldes. Afinal, frizz tem a ver também com a estática dos fios e a madeira é responsável por diminuir essa "eletricidade".

Na hora de escolher os produtos adequados, Nanni recomenda: "Usar cremes anti-frizz, pomadas, pentes de madeira, ajudam a reduzir a estaticidade e a sumir com os fios arrepiados", afirma. Além deles, Nanni conta que finalizadores, como silicones, reparadores de pontas e o sérum são ótimos aliados para diminuir o efeito arrepiado das madeixas.

Alguns tratamentos de choque, específicos para o frizz, também são super recomendados pelos especialistas.

No salão DDios, por exemplo, Déia recomenda o "Tratamento Revitalizante". "Combinado com aminoácidos, conseguimos educar os fios arrepiados, fazendo com que percam o frizz, e claro mantendo a nossa principal ideia que é preservar a saúde dos cabelos", relata a profissional.

Outra dica é o tratamento recomendado por Wesley Nóbrega, do Studio W, em São Paulo, é a Escova Catiônica Gloss, da Redken e o leave-in Real Control Mineral Elixir, também da Redken. "Ambos bem indicados para esses casos", afirma o especialista.

Já Rodrigo recomenda o Slimming Capilar, também do Studio W e responsável por reduzir o frizz e o excesso de volume. "O Slimming Capilar, da Kérastase, é um dos mais pedidos no Studio W. O objetivo deste tratamento é acabar com o frizz e o excesso de volume, desejo de toda mulher que quer disciplinar os fios, sem agredi-los com alisamentos", revela o hairstylist.
Se, além dos fios arrepiados, você também possui problemas com volume, Nanni revela que, para os cabelos lisos, a melhor solução é o repicado e o desfiado. "É importante não desfiá-los demais para não fiquem com aquele aspecto ralo com as pontas arrepiadas", adverte.

Já para cabelos crespos e finos, a especialista recomenda o repicado somente nas pontinhas. Mas atenção para não desfiar muito, pois o efeito pode ser exatamente o indesejado. "O cabelo, ao invés de perder, ganha volume, os fios ficam mais leves e, consequentemente, ‘sobem’ mais", diz Nanni.


Fonte: vilamulher.terra.com.br, Tissiane Vicentin, 11/05/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*