Cabelos ruivos e em tons de vermelho ganham preferência

Segundo profissionais, a coloração pede retoques mensais, além de xampus e condicionadores específicos para essa tonalidade.

Ruivos naturais são raros, diz a genética: correspondem a 2% da população mundial, segundo informações do instituto inglês Oxford Hair Foundation. Já pelas ruas, especialmente entre aqueles que adoram moda, eles se multiplicam dia após dia – com a ajuda das tinturas, é claro. "Hoje, 40% da clientela opta por tons que vão do dourado ao vermelho intenso", diz o hair stylist e professor de visagismo Robson Trindade, do Red Door.

Tendência forte da estação, os fios avermelhados têm feito a cabeça também das mocinhas de novela e aparecem em quase todas as tramas da TV Globo. Caroline Figueiredo, por exemplo, adotou o ruivo há pouco mais de um mês para interpretar Madu em "Ti-Ti-Ti", novela das 19h.

O troca-troca de cor no cabelo, ainda que pareça fácil na TV, exige cuidados especiais na vida real: o tom vermelho pede retoques mensais, além de xampus e condicionadores específicos. Segundo Trindade, os pigmentos vermelhos, por serem voláteis, frequentemente desbotam e não têm boa fixação.

A manutenção da raiz deve ser feita mensalmente. Já o comprimento do cabelo precisa ser retocado uma vez a cada três meses. "As pontas vão ficar mais claras, mas é um efeito bonito, que fica até mais natural", diz ele.

Cabelos ruivos e em tons de vermelho estão na moda Trindade lembra que o resultado da coloração dependerá bastante da base original do cabelo. É indicado, portanto, que a pessoa procure um salão de beleza – ao menos na primeira transformação. "É importante apontar em uma cartela de cores o tom exato que se está procurando. O resultado é uma equação entre a cor do cabelo e o que a pessoa escolheu", esclarece.

Para garantir o bom efeito da coloração, ele tem uma dica: não aplicar xampu logo após a coloração. "Ao retirar a tintura, o ideal é aplicar condicionador. O produto vai baixar o PH do cabelo e garantir maior durabilidade da cor. Se a cliente puder fazer uma hidratação na sequência, o efeito será melhor ainda", diz.

Para quem pretende mudar o visual no inverno e continuar na moda até o verão, Trindade indica cores que puxem para o ruivo natural. "Os tons acobreados, com um brilho mais opaco, bege ou cinza, estarão na moda nas próximas estações. A cor do cabelo da Débora Fallabela é um bom exemplo", afirma Trindade.

Para o hair stylist Viktor I, dono do salão Vimax e embaixador da L’Oreal no Brasil, o vermelho significa mais do que uma cor: ele representa um estado de espírito. "O cabelo ruivo voltou à cena com grande força. Quando uma mulher quer mudar radicalmente, escolhe o vermelho. A cor tem uma energia que faz a pessoa ficar feliz, atrai olhares e dá um ar sexy. Depois fica difícil voltar para a cor natural", afirma.

De acordo com o especialista, o cabelo ruivo, para ter um efeito positivo no visual, deve combinar perfeitamente com a pele e o estilo de cada um. Viktor I recomenda que pessoas de pele clara optem por um ruivo natural, enquanto que a pele pálida, levemente esverdeada (também chamada de oliva), vai bem com tons de vermelho intenso, como vinho e cereja. Mais discretas, as luzes avermelhadas são uma boa opção para quem tem pele escura.

O cabeleireiro Wanderley Nunes, proprietário do Studio W, diz que o cabelo vermelho tem a ver com a personalidade. "O ruivo é a cor para pessoas fortes e de atitude. Às vezes, não está combinando perfeitamente, mas a pessoa usa de uma forma que acaba ficando bom para ela", aposta.


Fonte: www.abril.com.br , 19/07/2010, adaptado

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*