Catapora, doença típica da primavera e que mata…

Os atuais surtos de catapora na primavera e as mortes decorrentes mostram que a doença não é tão inofensiva quanto parece. Dados da OMS mostram que a morte por catapora em adultos saudáveis é de 30 a 40 vezes maior do que entre crianças de cinco a nove anos, faixa de idade comum da doença.

A catapora, também conhecida como varicela,  é uma doença viral (provocada pelo vírus VVZ – vírus da varicela zóster), que se manifesta através de pequenas bolhas cutâneas e altamente contagiosa, podendo ser transmitida por secreções respiratórias e pela pele do doente.

Mais de 90% das crianças têm a doença sem qualquer problema, mas uma porcentagem que varia de 8 a 10% pode ter complicações. Isso acontece porque, no momento que elas adquirem a doença, estão em uma situação de desvantagem de saúde, seja saindo de outra doença, quando estão com a imunidade comprometida, quando são recém-nascidas, ou se pertencem às faixas etárias cuja doença pode ser naturalmente mais grave.

 

O vírus da catapora é o mesmo do herpes e vai para corrente sanguínea para se reproduzir. Ele tem predileção pela pele, mas pode crescer em outros lugares. Tanto o cérebro, quanto os músculos podem ser afetados pelo vírus. Felizmente esses tipos de complicações são raras e tendem a ocorrer com mais freqüência quando jovens e adultos adquirem a doença.

Normalmente o corpo desenvolve a imunidade depois de sete dias. Não existe um remédio específico para a catapora. Por isso a melhor forma de prevenção é através da vacinação que ainda não é fornecida pelo governo federal e em épocas de surto, como agora, tende a faltar em clínicas e laboratórios particulares.

Não subestime a catapora pois ela pode matar em felizmente, raros casos

Dicas para tratar a catapora

O uso de talcos e cremes para tratar as vesículas em crianças com catapora é indiferente. Na verdade sua função principal é aliviar as coceiras que surgem com a catapora.

As crianças também devem ficar em repouso e isoladas uma das outras para evitar o contágio.

 

Não subestime a catapora – embora a maior parte das pessoas passe por ela sem problemas voc~e não vai querer estar no grupo das pessoas que tem filhos que faleceram devido a ela.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*