Comer sushi pode alterar flora intestinal de forma benéfica

Artigo publicado na revista científica Nature comprova que dietas ricas em comida japonesa, como os tradicionais sushis, podem transferir genes de bactérias marinhas para a flora intestinal humana.

Segundo estudiosos da Universidade Pierre et Marie (UPMC), em Paris, ao se alimentar de algas as pessoas também ingerem as bactérias marinhas, que contêm o código genético para secretar uma enzima digestiva capaz de quebrar as algas em moléculas menores, tornando-se mais fácil de serem absorvidas pelo intestino humano. De acordo com os pesquisadores, a descoberta demonstra que os alimentos e a forma como os preparamos influenciam na flora intestinal humana.

Na mesma edição da Nature, outra pesquisa – do microbiologista americano Justin Sonnenburg, da Universidade de Stanford – ressalta que o estudo francês mostra ainda a importância de as bactérias da flora humana se adaptarem às constantes mudanças da nossa alimentação e do nosso meio.

 

Sushi pode modificar a flora intestinal de forma benéfica Os pesquisadores da UPMC conseguiram isolar um novo tipo de enzima digestiva encontrada em bactérias vermelhas conhecidas como Porphyra, entre as quais se encontra o nori utilizado nos sushis. Ao examinarem centenas de databases de genes com o intuito de descobrir onde mais poderiam encontrar essa enzima, os cientistas a encontraram em bactérias de um grupo de 13 japoneses.

Cinco das 13 pessoas tinham esse mesmo gene na flora intestinal. O restante apresentou genes parecidos que codificam enzimas semelhantes. Os especialistas também analisaram o estudo genômico da flora intestinal de um grupo de americanos, mas nenhum deles apresentou o mesmo gene. Para os estudiosos, o caminho mais provável para as bactérias marinhas chegarem ao intestino humano seria por meio da ingestão das algas.

Outros benefícios do sushi

Por conter gordura de boa qualidade, o sushi apresenta elevados níveis de ômega-3. Peixes gordos, como o atum, o salmão, o arenque, a cavala e a truta, são os mais ricos nestes ácidos.

Um dos ingredientes principais, o arroz japonês é uma boa fonte de proteína e de hidratos de carbono. Como não contém glúten, pode ser ingerido com celíacos. Já o gengibre, wasabi e vinagre têm propriedades antibacterianas. O primeiro ajuda na digestão, enquanto o segundo é uma fonte de vitamina C. O molho de soja é rico em proteína, cálcio, magnésio, potássio e ferro. Cuidado: o teor em sal poderá ser elevado.

A alga marinha nori possui iodo, proteínas, vitaminas A, B1, B6 e C e ácido nicotínico. Por sua vez, os vegetais e a fruta são uma fonte de minerais, vitaminas e fibras. Além de conter proteína de elevada qualidade, no peixe são encontrados vitaminas A e D, potássio, magnésio e fósforo.


Fonte: divirta-se.uai.com.br, 12/06/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*