Como ganhar peso na gravidez de forma correta, passo a passo

Ganhar peso na gravidez faz parte, pois a mãe tem de alimentar o bebê, além dela própria. No entanto, a velha história de “comer por dois” não deve ser levada em conta. Ao contrário, há um limite de engorda considerado saudável e ultrapassá-lo pode significar problemas de saúde para a mãe e o bebê.

Não há um número certo de quilos que cada gestante deve ganhar, pois cada caso é um, mas um cálculo médio baseado no peso dela logo no início da gestação.

De acordo com o ginecologista e obstetra Abner Lobão Neto, do Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Pré-natal personalizado da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), ganhar entre 10 e 12 quilos é o indicado para mulheres que estejam com o peso normal – IMC (Índice de Massa Corpórea, que associa peso e altura) de 18,5 a 24,9. Menos do que isso significa baixo peso e acima sobrepeso. De 30 para cima já corresponde à obesidade.

Para tanto, não há segredo. O importante é a gestante seguir uma dieta alimentar rica em nutrientes, comendo de tudo: carboidratos, proteínas, gorduras e açúcares, sem exageros. Segundo Neto, a ingestão calórica aumenta em média 30% da que a mulher tinha antes.

– Basta manter uma dieta equilibrada de nutrientes, evitando comer muito carboidrato ou proteína de uma vez. É indicado um aumento de 400g por mês nos primeiros meses.

Para as que estavam abaixo do peso ideal, ela pode ganhar, em média, até 16 quilos, considerando a diferença do peso que tinha até chegar ao indicado para sua estatura, mais o ganho na gravidez. Porém, entre este grupo, é notável a vontade de permanecer magra durante a gravidez o que, em casos extremos, pode fazer mulheres deixarem de comer conforme necessário, ou manter a “saladinha com grelhado”, criando riscos.

Para o ginecologista e obstetra, Eduardo Zlotnik, do Hospital Albert Einstein, gravidez não combina com neurose.

– Se ela não ganhar o peso normal existe um risco do bebê não crescer o que deveria. Se a mulher ganhar 11 quilos, tirando o peso do neném, o resto é o que a natureza quer que ela engorde. O organismo tem que ganhar energia para o parto também.

Nem mesmo optar por um spa, como fez a apresentadora Adriane Galisteu recentemente é necessário, de acordo com Zlotnik

– O spa não é recomendado. Deixar de comer para não engordar durante a gravidez é um erro, além de ser prejudicial.

Já entre as mulheres com sobrepeso e obesas, deve-se considerar um ganhode peso bem menor, no máximo sete quilos, e uma dieta bem menos calórica do que a feita diariamente antes da gravidez, segundo Neto.


Fonte: R7, Camila Neumam, 09/05/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*