Comunicando-se melhor com pacientes com mal de Alzheimer

Saber se comunicar com pessoas com Alzheimer em fases mais avançadas, é muito importante; vamos saber estimular e também manter contato com aquela pessoa que amamos.

Abaixo seguem alguma dicas de como conseguir uma melhor comunicação com pacientes do mal de Alzheimer:

Faça contato visual com paciente com Alzheimer

Sempre ao aborda-la cara a cara, faça contato visual. Use o seu nome, se for necessário. É vital que eles realmente vejam você e que a atenção esteja focada em você. Sempre o aborde de frente, se aproximar e falar do lado ou atrás, pode assusta-los.

Fique no nível do paciente com Alzheimer

A cabeça dele deve estar deve estar no mesmo nível da sua cabeça . Flexione os joelhos ou sente-se para chegar a este nível. Não passe o braço sobre eles, isso pode ser assustador e intimidante. Eles não podem se concentrar em você, caso esteja focado em seu medo.

Diga a ele o que você vai fazer, antes de fazê-lo

Especialmente se você está indo toca-lo. Ele precisa saber o que vem primeiro, para que não pense que você está agarrando-o.

Fale com calma com paciente de Alzheimer

Sempre fale de uma forma calma, com um tom otimista de voz, mesmo se você não se sentir assim. Se você está agitado ou irritado, ele pode se espelhar.

Fale devagar com paciente com Alzheimer

Falar menos da metade da sua velocidade normal, quando falar com eles. Tome uma respiração em cada frase.

Fale em frases curtas com paciente com Alzheimer

Falar em frases curtas e diretas, com apenas uma idéia por frase. Normalmente ele só pode se concentrar em apenas uma idéia em um momento. Só uma pergunta de cada vez. Deixe-o responder antes de fazer outra pergunta. Você pode perguntar quem, o que, onde e quando, mas não pode perguntar por que. Porque é muito complicado. Ele pode tentar responder e ficar frustrado.

Não diga para "se lembrar"

Muitas vezes ele não é capaz de fazê-lo, e você está apenas apontando os seus defeitos. Isso é um insulto, e pode causar raiva e/ou constrangimento.

Use frases diretas, positivas e inclusivas

Por exemplo, dizer: "vamos aqui", em vez de "não vamos aqui". Ser inclusivo e não falando baixo, como se fosse uma criança. Respeitar sempre o fato de que ele é um adulto, e trata-lo como tal.

Não discuta com paciente com Alzheimer

Isso não leva a lugar nenhum. Em vez disso, valide seus sentimentos, dizendo: "Eu vejo que você está irritado( triste, chateado etc…). Essa postura permite que ele saiba que não está sozinho. Depois redireciona-lo para outro pensamento. Por exemplo: "parece que você sempre esteve muito com sua mãe(marido, pai etc…). Você a ama muito, não é? Diga-me sobre o tempo… Então pergunte uma de suas histórias favoritas sobre essa pessoa.


Fonte: cerebro-online.blogspot.com, Maria Silvia Andrietta de Oliveira, 07/05/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*