Doença de Chron, nova proteína descoberta pode ajudar na cura

Cientistas europeus anunciaram mo dia 26/04/2010 a descoberta de uma proteína que pode ser estimulada com medicamentos e alimentos para restaurar as defesas naturais contra infecções intestinais, o que poderia representar um novo tratamento para enfermidades hoje incuráveis, como a doença de Crohn.

Sob comando de cientistas do Instituto Pasteur de Lille, na França, os pesquisadores descobriram que ter níveis baixos da proteína PPAR-gama, que regula as defesas contra certas bactérias no intestino, pode deixar os pacientes menos capazes de enfrentar infecções intestinais. Por isso, o estímulo à proteína PPAR-gama poderia proteger contra essas doenças.

Mathias Chamaillard, que dirigiu o estudo, disse por telefone que os resultados mostram que drogas já usadas contra outras doenças podem ser eficazes também no caso da doença de Crohn.

Segundo ele, é o caso do Avandia (nome genérico: rosiglitazone), contra diabete, do laboratório GlaxoSmithKline, que comprovadamente restaura a defesa intestinal por meio da ativação da PPAR-gama, e do Actos (pioglitazone), do laboratório Takeda, que age do mesmo modo.

Inflamações intestinais como a doença de Crohn e a colite ulcerativa afetam cerca de 0,5 por cento da população dos países desenvolvidos, e são notoriamente difíceis de tratar.

A equipe europeia, que teve seu trabalho publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciência dos EUA, usou ratos manipulados geneticamente para terem baixos níveis da proteína PPAR-gama, e concluiu que eles eram menos capazes de enfrentar infecções bacterianas no cólon, em comparação a ratos normais.

Amostras retiradas dos cólons de humanos vítimas da doença de Crohn mostram também níveis reduzidos de peptídeos antimicrobianos (defesas do organismo reguladas pela proteína PPAR-gama), segundo o artigo.

Chamaillard disse que alimentos e dietas contendo o ácido linoleico conjugado (CLA) também podem estimular a atividade da PPAR-gama, e comprovadamente ajudam pacientes com colite e câncer associado à colite. O CLA é encontrado principalmente no leite e em carnes.

"Em curto prazo, administrar a doença é o que procuramos, mas também pode ser que no futuro desenvolvamos uma forma de pará-la", disse Chamaillard.

Ele acrescentou que a cura da doença de Crohn implicaria identificar pacientes sob risco antes de desenvolverem a enfermidade, para então reforçar as defesa associadas ao PPAR-gama e evitar o desenvolvimento da doença.

De acordo com os cientistas, ambas essas áreas ainda precisam de mais estudos.


Fonte: O Globo, 26/04/2010

2 thoughts on “Doença de Chron, nova proteína descoberta pode ajudar na cura

  1. MINHA FILHA ESTA COM A DOENÇA DE CHRON HA 7 ANOS,E TENHO A IMPRESSAO QUE ESTA PIORANDO.JA FICOU INTERNADA GRAVEMENTE.HOJE ESTA GRAVIDA,COM MUITA DIARREIA,ESTOU MUITO TRISTE,POIS NAO VEJO SAIDA.
    LI SOBRE HEMOAUTOTERAPIA,E EM UM PANFLETO SOBRE CELULAS TRONCO DO CORDAO UMBILICAL.
    GOSTARIA DE SABER SOBRE ESSAS POSSIBILIDADES.ALGUEM TEM RESPOSTA PARA ME AJUDAR? AGRADEÇO.

  2. ola, apareceu em min esta doença em 2005 e desde então faço tratamento com remicade e tenho tido melhor qualidade de vida , durante a primeira semana o sangramento para , mas depois volta e tem sido assim ate agora , peço informações sobre os avançõs da medicina pois a vida nunca e a mesma grato por favor não se esqueçam de min

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*