Gripe suína: tire suas dúvidas aqui

As manchetes dos jornais estão noticiando uma nova enfermidade, as pessoas estão ficando alarmadas mas pouco se explica o que é a gripe suína, os riscos que apresenta e o que fazer para evitá-la.

Esse artigo é para tirar suas dúvidas sobre a gripe suína

O que é a gripe suína

A gripe suína é uma doença respiratória dos porcos comum mas poucas vezes fatal. Normalmente, não é contagiosa para humanos, embora em casos de pessoas com contacto muito próximo com porcos seja possível a transmissão dos vírus da gripe suína (que, tal como outros vírus gripais, está em constante mutação). Mais rara ainda é a transmissão entre humanos.

Esse surto de gripe suína devese a uma mutação do vírus?

Sim. Trata-se de uma nova variedade, nunca vista anteriormente, do vírus da gripe H1N1. Tem DNA de aves, suínos e humanos.

O vírus da gripe suína
O vírus da gripe suína

 

Quais são os sintomas da gripe suína

Os sintomas são semelhantes aos da gripe humana normal: dores musculares, febre, tosse, cansaço, embora esta variedade provoque mais frequentemente náuseas, vómitos e diarreia.

 Porque devemos nos preocupar com a gripe suína

A gripe suína, mesmo nos casos raros em que é transmitida a humanos, raramente consegue passar de um humano para outro. Mas esta nova estirpe parece ser facilmente transmitida entre humanos, aparentemente do mesmo modo que a gripe: por partículas da saliva de uma pessoa infectada, sobretudo através da respiração e da fala (daí a recomendação de usar máscaras).

A OMS avisou para uma potencial pandemia de gripe suína. Porquê?

Porque o vírus da gripe suína está afetando jovens e de boa saúde (normalmente a gripe atinge mais crianças e idosos ou pessoas fragilizadas) e ainda por causa da sua distribuição geográfica – casos em várias províncias mexicanas e na Califórnia e no Texas –, o que mostra que não está num lugar restrito.

Há alguma vacina para a gripe suína ?

Não há ainda uma vacina eficaz.

Qual o tratamento a ser feito contra a gripe suína?

Este vírus é sensível a dois medicamentos antivirais, o Tamiflu e o Relenza, que devem ser, no entanto, tomados nos primeiros dias de sintomas para serem mais eficazes.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*