Herpes genital, sintomas, tratamento e prevenção

O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível causada pelo vírus da herpes. O herpes pode ser causado pelos vírus Herpes simplex 1 e 2.

Na herpes genital a maioria dos casos é causada pelo vírus herpes simplex 2. Apenas em 10% dos casos é causada pelo herpes simplex 1

Pode ocorrer infecção da mucosa genital, no homem na glande do pênis, na mulher na vulva ou vagina, com bolhas e sensibilidade dolorosa. Também pode ocorrer no ânus.

Sintomas da Herpes Genital

Os sintomas da herpes genital podem incluir:

  • Feridas dolorosas (bolhas) nos genitais (por exemplo, no pênis de um homem ou na área ao redor da vagina de uma mulher), coxas e nádegas;
  • Febre (normalmente só na primeira erupção das bolhas);
  • Mal-estar geral, dor muscular;
  • Corrimento vaginal;
  • Dor ao urinar;
  • Dificuldade para urinar;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Coceira;
  • Sensibilidade, crescimento de caroços com pus na virilha

A maioria das pessoas não tem sintomas da infecção ou eles são moderados. Quando os sintomas ocorrem, eles tipicamente aparecem como bolhas nos genitais e reto, ou ao redor. No princípio, elas são pequenas e claras, que rapidamente perdem sua cobertura fina causando pequenas feridas (3 a 6mm), rosas ou vermelhas e rasas, sensíveis ao toque e normalmente aparecem em grupos de muitas bolhas ou apenas uma única bolha.

herpes_genital_feminina As feridas podem levar de duas a quatro semanas para ficarem curadas na primeira vez que ocorrem. Geralmente outra erupção pode aparecer semanas ou meses depois da primeira, mas quase sempre é menos severa e dura menos tempo. Embora a infecção possa ficar no corpo indefinidamente, a quantidade de erupções tende a diminuir no período de anos.

Diagnóstico da herpes genital

O diagnóstico da herpes genital é feito da mesma forma que o da herpes. Em geral o médico apenas de observar as feridas percebe que trata-se de herpes genital. Em casos mais complexos podem ser requeridos exames laboratoriais adicionais.

Tratamento da herpes genital

A herpes genital não tem cura, o vírus permanecerá no organismo e através da ingestão de acyclovir ou famciclovir, que será prescrito por seu médico, os sintomas serão amenizados.

A herpes genital ativa durante a gravidez, poderá ser transmitida ao bebê durante o parto. É importante informar ao médico para que providências sejam tomadas para evitar o contágio. O médico pode optar ate por realizar uma cesariana para evitar o contágio do bebê.

Cuidados a serem tomados durante uma infecção ativa de herpes genital

  • Use luvas descartáveis para aplicar a medicação para evitar a propagação da infecção a outras partes do corpo através das mãos;
  • Use roupas soltas, preferivelmente de algodão, para permitir a circulação do ar e evitar pressão sobre pele, o que pode causar mais bolhas;
  • Tome aspirina, acetamina ou codeína para aliviar a dor;
  • Evite compartilhar toalhas ou roupas;
  • Evite usar duchas, sabonetes perfumados, sprays, desodorantes higiênicos femininos, ou outros produtos químicos na área genital;
  • Evite sol e calor excessivos, o que pode causar mais bolhas;
  • Evite contato sexual com outras pessoas.

2 thoughts on “Herpes genital, sintomas, tratamento e prevenção

  1. Cientistas fizeram uma pesquisa com 500 pacientes e comprovaram que a planta Echinacea Purpurea cura a herpes.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*