Infarto – Primeiros Socorros

Metade das pessoas que sofrem um ataque do coração espera duas horas ou mais para procurar tratamento. E uma boa parte morre antes de chegar ao hospital.

Entre os que sobrevivem para lidar com a recuperação, a maior parte do dano permanente causado ao coração ocorre durante a primeira hora. A demora pode matar alguém sofrendo um infarto.

Pequenos detalhes, como mastigar uma aspirina durante o infarto, podem representar uma diminuição de 25% na taxa de óbito.

Porque a primeira hora ao ter um infarto é crucial ?

Um infarto representa dano ao músculo cardíaco causado pela perda de suprimento sanguíneo. O ataque ocorre quando as artérias que suprem o coração de sangue e oxigênio ficam obstruídas. Um coágulo de sangue que se forma numa artéria estreitada pelo acúmulo de colesterol e outros depósitos de gordura é o que costuma causar a obstrução.

Sem oxigênio as células morrem, provocando dor ou pressão, e a função do coração fica comprometida.

Um infarto representa dano ao músculo cardíaco causado pela perda de suprimento sanguíneo. O ataque ocorre quando as artérias que suprem o coração de sangue e oxigênio ficam obstruídas

Um infarto não é um acontecimento estático de um único momento. Trata-se de um processo dinâmico que tipicamente envolve de quatro a seis horas. A cada minuto que passa, mais tecido fica privado de oxigênio e se deteriora ou morre.

Cada minuto conta nos primeiros socorros de um infarto

O principal modo de evitar mais dano é tratar logo com medicamentos dissolventes de coágulo ou com angioplastia. Alguns medicamentos dissolvem o coágulo e restabelecem o fluxo sanguíneo. Num estudo da Universidade de Washington, 75 % das pessoas sobreviveram a infartos com pouco ou nenhum dano cardíaco quando a terapia de dissolução de coágulo se iniciou setenta minutos após o início dos sintomas.

A angioplastia de emergência, procedimento disponível em grandes centros médicos, também abrem as artérias obstruídas, permitindo que o sangue flua mais livremente para o coração. Assim como acontece com o uso de drogas dissolventes de coágulo, se a angioplastia demorar mais de duas horas, os benefícios ficam substancialmente reduzidos.

Nos minutos iniciais, um infarto pode desencadear fibrilações ventriculares. Este ritmo cardíaco instável produz um batimento cardíaco ineficaz, provocando um fluxo sanguíneo insuficiente para órgãos vitais. Sem tratamento imediato, a fibrilação ventricular pode levar à morte súbita.

Alerta aos sintomas de um infarto

Durante um infarto, muita gente perde minutos preciosos porque não reconhece os sintomas ou os nega. Muita gente também retarda o pedido de ajuda porque não quer se envergonhar de dar um alarme falso.

Um infarto geralmente provoca dor no peito por mais de quinze minutos, mas pode também ser "silencioso" e não mostrar sintomas.
Aproximadamente metade das vítimas de infarto tem sintomas de aviso horas, dias ou semanas antes. A primeira previsão de um ataque do coração pode ser uma dor no peito recorrente que se desencadeia com o esforço e é aliviada com o descanso.

Os sintomas relacionados a um infarto costumam ser os seguintes,embora não seja preciso apresentar todos eles e eles podem ir e vir:

  • Pressão desconfortável, aperto ou dor no centro do peito, que dura mais de alguns minutos;
  • Dor que se espalha para os ombros, pescoço ou braços;
  • Tontura, desmaio, suor, enjôo ou falta de ar. Em caso de pacientes com diabetes, pode haver menos sintomas ou sintoma mais atípicos.

Tomando decisões numa situação suspeita de infarto

Numa emergência cardíaca, é preciso tomar decisões cruciais e sobre pressão. Mesmo que você acabe fazendo as melhores escolhas, perde minutos preciosos pensando. Mesmo suspeitando de um infarto ou achando que é só uma indigestão, tome uma atitude imediata.

Ligue para 192. O telefonista do 192 entra em contato com os serviços de emergência médica. Geralmente é melhor chamar este número de emergência primeiro. Chamar seu médico pode acrescentar tempo desnecessário. Ao telefonar, descreva os sintomas, como grave falta de ar ou dor no peito. Isto assegura o despacho prioritário de pessoal treinado em revitalização cardíaca básica e avançada. A maioria das unidades de emergência carrega desfibriladores portáteis. O restabelecimento do ritmo cardíaco normal por meio de choques elétricos no coração é crucial para o início do tratamento e a sobrevivência.

  • Decida sobre o transporte mais rápido. Um despachante automaticamente avisa a unidade de emergência bem equipada mais próxima. Idealmente, o pessoal da emergência deve chegar em quatro ou cinco minutos. Se você morar na área rural, entretanto, talvez seja mais rápido que alguém leve o paciente ao hospital de carro. Nunca o paciente deve tentar dirigir;
  • Dirija-se ao centro de emergência cardíaca mais próximo. Identifique previamente o centro mais próximo de atendimento durante as 24 horas que mantenha médicos treinados para atendimento cardíaco de emergência;
  • Mastigue uma aspirina. A aspirina inibe a coagulação do sangue, o que ajuda a manter o fluxo sanguíneo pela artéria estreitada. A aspirina consegue diminuir a taxa de óbito em 25 % quando é tomada durante um infarto. Tome uma aspirina comum e mastigue-a para acelerar a absorção.

Medicamentos dissolventes de coágulo e angioplastia melhoram as chances de sobreviver a um infarto, mas um tratamento bem-sucedido começa cedo. Reconheça os sintomas e aja rapidamente.

4 thoughts on “Infarto – Primeiros Socorros

  1. Tive um enfarte em dezembro de 2015. Fiquei com um pequeno coágulo. Não tive sequelas. Gostaria de saber se vão responder à pergunta do sr. Amílcar Pinho. A resposta que os senhores derem a ele também vai servir pra mim.

  2. qual o princípio ativo dos medicamentos dissolventes de coágulo?

  3. Como se chamam os medicamentos dissolventes de coágulo?

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*