L`Oréal lança tintura para cabelo que não danifica

Quase toda mulher que costuma tingir os cabelos reclama da mesma coisa: os danos que as tinturas permanentes provocam. Mas este sacrifício para manter os fios sempre coloridos está com os dias contados, se depender de Inoa, a nova tintura da L’Oréal Professionnel, lançada em 06/08/2010 em São Paulo.

O produto é o primeiro que não tem amônia em sua composição e, por isso, não desidrata as madeixas.

Resultado de dez anos de pesquisas, Inoa (sigla para Innovation No Ammonia, ou, Inovação Sem Amônia) tem como base o ODS (Oil Delivery System – Sistema de Difusão de Óleo), o substituto da amônia na fórmula. Nas colorações normais, a amônia tem o papel de abrir a fibra capilar para permitir que a cor penetre no fio. No entanto, após algum tempo, os cabelos ficam mais secos, sem vida e quebradiços.

Tintura para cabelo à base de óleo

O ODS foi pensado exatamente para evitar que isso aconteça, já que é composto por um óleo que, misturado à tintura, é absorvido pelos fios, sem abrir as escamas. Ao contrário das tinturas com amônia, Inoa também não tem cheiro, nem perfume, normalmente usado nos produtos para disfarçar o forte odor da amônia durante a aplicação.

L`Oréal inova ao lançar tintura para cabelo sem amônia

Segundo a gerente de educação da L’Oréal Professionnel, Carolina Jardim, o produto teve uma boa avaliação das mulheres e coloristas que testaram a novidade. "A gente sabe que muitas mulheres apresentam irritabilidade no couro cabeludo, mas a maioria das que testaram o Inoa ou não sentiram nada ou a irritação diminuiu muito. Isso é um grande avanço", conta. Mas ela alerta que, mesmo sem causar incômodo na grande parte dos casos, o Inoa não é um produto antialérgico.

Tintura sem amônia só para profissionais

Para desânimo de quem está acostumado a comprar tintura para cabelo no supermercado e a arriscar uma aplicação caseira, o Inoa será vendido apenas para profissionais da beleza. Isso porque é preciso conhecimento específico para passar a tinta nos cabelos, e somente cabeleireiros capacitados terão condições de oferecer a novidade às clientes.

A partir de setembro, a L’Oréal Professionnel vai treinar cabeleireiros para aplicar a tintura nos clientes. A expectativa é de que, até o final do ano, 1.800 salões recebam formação específica para aplicar a tintura. Enquanto isso, a empresa vai investir bastante na divulgação do produto para o consumidor final, para que ele saiba onde encontrar os salões preparados para aplicar a nova coloração.

O preço vai ser 20% mais caro do que as tintas tradicionais, mas, na prática, a diferença será de cerca de 3 reais a mais. Um investimento para quem quer mudar a aparência do cabelo, sem alterar sua estrutura.


Fonte: portalexame.abril.com.br, Luciana Carvalho, 06/08/2010

Republished by Blog Post Promoter