Mal de Alzheimer, cafeína pode retardar o progeresso da doença

Um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, em Portugal constatou que a cafeína protege contra o declínio cognitivo observado em pacientes com demência e mal de Alzheimer.

Os pesquisadores perceberam que há uma ligação entre os efeitos positivos da cafeína no cérebro e sua composição molecular assim como com as adaptações neurofisiológicas que o organismo sofre quando ingerimos a substância.

Para os pesquisadores, o fato de a cafeína acelerar a atividade cerebral e ativar a memória contribui significativamente para a prevenção de doenças neurológicas como o Alzheimer. Eles acreditam que uma pequena dose de café, cerca de uma xícara por dia, ajudaria a manter o cérebro ativo e sem riscos de danos neurocerebrais.

Mal de Alzheimer pode ser retardado pela cafeína

Novos estudos ainda estão sendo testados, mas até agora o que se pode concluir é que a composição molecular da cafeína, que aumenta a produção de receptores de adenosina A2A e diminui a de amiloide-beta, interfere diretamente no cérebro ativando áreas responsáveis pela cognição e memória, amenizando doenças neurológicas.


Fonte: minha vida.com.br, 20/05/2010

One thought on “Mal de Alzheimer, cafeína pode retardar o progeresso da doença

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*