Mioma e gravidez: poucos casos precisam de tratamento

Os miomas acometem aproximadamente um quarto das mulheres em idade fértil, e acredita-se que até 50% das mulheres possam apresentar essa doença em alguma época de suas vidas. Mais da metade das mulheres com miomas não apresenta nenhum sintoma. Mas quando apresentam, um dos sintomas é justamente a infertilidade causada pelos miomas.

Inúmeras mulheres engravidam sem maiores dificuldades, apresentam uma gestação absolutamente normal e têm seus filhos sem complicações apesar dos miomas. Além disso  a maioria destas mulheres nunca soube e nunca saberão que tem miomas uterinos.

No entanto, alguns miomas podem levar a uma dificuldade para engravidar ou, até mesmo, impedi-la!

A maioria dos miomas não impede a gravidez. Os poucos que conseguem, o fazem dificultando o encontro do espermatozoide com o óvulo.

Alguns miomas também pode levar a dificuldade de manter uma gravidez. No primeiros três meses podem estar relacionados a abortos espontâneos. Dependendo do número e do tamanho dos miomas, durante a gravidez algumas complicações podem estar relacionadas, como dor abdominal, parto prematuro, descolamento de placenta, hemorragias e rotura da bolsa d’água. Além disso, gestantes com miomas tem um risco seis vezes maior de serem submetidas a cesariana.

Apenas quando os miomas são do tipo submucosos, os miomas intramurais que comprimem ou distorcem a cavidade uterina e miomas múltiplos e volumosos há indicação de tratamento

A dificuldade em manter a gravidez devido aos miomas ocorre porque durante o estrogênio, que é um hormônio feminino, tem seus valores elevados durante a gravidez, por isso os miomas crescem durante a gestação e podem aumentar consideravelmente de tamanho, causa principal de abortamentos, uma vez acompanhadas por profissionais experientes em que a gestação se desenvolva sem problemas os miomas não afetam em nada o feto.

Como não são comuns os casos de miomas que impedem a gravidez ou criam dificuldades para ela, nem todas as mulheres que desejam engravidar precisam tratar dos eventuais miomas que tenham. Apenas quando os miomas são do tipo submucosos, os miomas intramurais que comprimem ou distorcem a cavidade uterina e miomas múltiplos e volumosos há indicação de tratamento.

Os miomas intramurais se encontram na parede do útero, ou seja, na espessura da parede, podendo causar alterações menstruais e aumento do volume uterino. Já os miomas submucosos se localizam no interior da cavidade uterina alterando as menstruações, e levando a um aumento.

Um dos motivos para não haver a indicação de tratamento de todos os miomas nas mulheres que desejam engravidar é que todos os tratamentos para os miomas têm seus efeitos colaterais e suas complicações. Uma delas pode ser o fim da fertilidade de mulher.

Um acompanhamento médico adequado, realizando ultra-sonografias nas consultas de rotina ou quando, por ventura, apresentarem algum sintoma na maioria das vezes acaba sendo a melhor solução para os miomas.


Fonte: vidasaudeebeleza.com.br, 07/01/2011

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*