O Idoso e a importância de praticar exercícios físicos

A importância dos exercícios físicos principalmente na terceira idade, é grande. Mas, não só para os da idade em questão. Especialistas consideram a musculação imprescindível para os idosos, considerando que, a partir dos 40 anos de idade, a perda de massa muscular chega a 1% ao ano.

“Velhice” e “aposentadoria” são palavras que não cabem no vocabulário de quem prática exercícios físicos, se a atividade tornou-se uma rotina após os 40 anos de idade.  Veja algumas dicas

Musculação

Para fortalecer os músculos e obter ganho em massa muscular que contribuem para melhorar a força e a flexibilidade, o especialista explica que a musculação é uma das atividades físicas mais recomendadas. Esses exercícios auxiliam também no controle de glicemia, auxiliando, por exemplo, os diabéticos a reduzirem a taxa de açúcar e, consequentemente, os problemas causados pela doença; aumenta a densidade óssea, reduzindo o risco de quedas; e aumenta a massa muscular, tornando o corpo mais resistente até mesmo para auxiliar na prevenção de doenças infecciosas.

Faz bem

A musculação também funciona como antidepressivo, já que a prática regular de exercícios físicos libera endorfinas, que são os hormônios que promovem sensação de bem-estar e contribuem para amenizar os sintomas da depressão. “Sem contar que os exercícios reduzem o colesterol ruim, contribuem para o aumento do colesterol bom, diminuem a pressão arterial e, consequentemente, o risco de hipertensão”, acrescenta.

Isolamento

Quando os idosos perdem a força muscular e começam a sofrer quedas, eles tendem ao isolamento por medo de se machucar e, também por vergonha. E esse isolamento afeta diretamente na sua qualidade de vida. Por isso, são pertinentes ações centradas na ressocialização dessas pessoas. Pode ser atividade simples, como um bate-papo em grupo, café da manhã com amigos e aulas de gastronomia para incentivar os idosos a saírem mais de casa e conscientizá-los sobre a importância da prática dos exercícios físicos..

Três pilares

Para que as pessoas conquistem a longevidade, com qualidade: atividade física, nutrição e equilíbrio emocional. Com o tempo o corpo perde a elasticidade e as dificuldades tendem a aparecer. A musculação atua em todas as áreas, melhorando a pressão sanguínea, fortalecendo o diafragma, aumentando a absorção de cálcio e fortalecendo o sistema imunológico, entre tantos outros benefícios. Ter saúde não é um prêmio ou uma questão de sorte: é uma conquista.

Benefícios da musculação

  • Fortalece os músculos e colabora para o ganho de massa magra corpórea, melhorando a força e a flexibilidade;
  • Auxilia no controle de glicemia – para quem tem diabetes ou alto índice de glicemia, os exercícios reduzem a taxa de açúcar e consequentemente os problemas causados por ela;
  • Aumenta a densidade óssea – previne a perda óssea e, com isso, reduz o risco de quedas;
  • Aumento da massa muscular – combate a flacidez dos músculos, aumenta o número de aminoácidos, tornando o corpo mais resistente, prevenindo doenças infecciosas;
  • Antidepressivo – exercício físico regular libera endorfinas, que são hormônios que promovem sensação de bem estar, contribuindo para amenizar os sintomas da depressão;
  • Diminui colesterol – os exercícios reduzem o colesterol ruim e contribuem para o aumento do colesterol bom;
  • Diminui pressão arterial – exercícios regularizam a pressão do sangue, diminuindo risco de hipertensão.

 


(Jornalista Vera Longuini – www.ateliedanoticia.com.br)