Osteoporose, amenorréia e distúrbios alimentares: a chamada tríade da mulher atleta

A Tríade da Mulher Atleta é um termo que surgiu na década de 80 para englobar três problemas de saúde que tendem a se apresentar em conjunto ou em sequência em mulheres que malham e se alimentam de forma desequilibrada: distúrbios alimentares, amenorréia e osteoporose.

O problema atinge principalmente mulheres que praticam atividades físicas nas quais é preferível ter um corpo magro, seja por motivo estético ou por melhorar o desempenho na atividade, e modalidades que estabelecem índices de peso corporal por categorias. Alguns exemplos que se enquadram nos casos acima são: ginásticas rítmicas e artística, nado sincronizado, corrida de fundo, maratona, lutas em geral e até mesmo o balé.

Mas também pode atingir mulheres que praticam esportes ou frequentam com o principal objetivo de emagrecer, sem um acompanhamento médico.

Por isso vale a pena conhecer a tríade para se previnir dela.

Como ocorre a tríade da mulher atleta

Quem pratica atividade física gasta mais calorias e, portanto, precisa se alimentar bem. Mas se de forma consciente, com o objetivo de emagrecer por vontade própria ou exigência do esporte, ou por simples descuido, a atleta consome menos nutrientes do que o corpo precisa para a prática esportiva, este balanço energético negativo pode desencadear a tríade da Mulher Atleta.

O que parece um simples "erro" alimentar pode evoluir para distúrbios como anorexia e bulimia nervosa. A amenorréia (irregularidade ou ausência de menstruação) é outra conseqüência desta deficiência alimentar, pois na falta de nutrientes para a produção de energia, o corpo "desliga" a função reprodutora, desregulando a produção hormonal da mulher.

Em conjunto, o desequilíbrio hormonal e a carência alimentar desencadeiam o terceiro sintoma da tríade: a osteoporose precoce. Desse modo a atleta fica mais sujeita a fraturas que, com a atividade física, podem se tornar frequentes. A osteoporose indica que a tríade está em um estágio avançado e pode até mesmo ser irreversível.

Como evitar a tríade da mulher atleta

Quem pratica esportes deve ter um acompanhamento médico regular. Este é o principal modo de evitar a tríade da mulher atleta e também outros problemas de saúde.

E se você quer emagrecer, nada de seguir a dieta que a amiga fez e deu certo. Procure um especialista e deixe-o a par das suas atividades físicas.

Mas, se emagrecer não está nos seus planos e, mesmo assim, você percebe que está perdendo peso, infome seu médico, pois pode ser um sintoma.

Também fique atenta às irregularidades menstruais, pois, no caso de tríade, quanto mais cedo tratar, melhor.


Fonte: portalcapoeira.com, Neila Vasconcelos, 30/05/2010

One thought on “Osteoporose, amenorréia e distúrbios alimentares: a chamada tríade da mulher atleta

  1. TENHO OSTEOPOROSE AS VITAMINAS SÃO MUITO CARA NÃO TOU TENDO CONDIÇÕES PARA COMPRAR GOSTARIA QUE ALGUÉM TIVERCE PIEDADE E ME AJUDA-SE,O NOME DO REMÉDIO É OSSOTRAT-D
    CARBONATO DE CÁLCIO
    COLECALCIFEROL(VIT.D3
    600+D
    SUPLEMENTO DE CÁLCIO E VITAMINA D
    QUE DEUS ABENÇÕE TODOS

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*