Quer ter cabelo bonito? A dieta pode ser mais eficaz do que fortunas em cremes

Ter um cabelo bonito e saudável é o desejo de dez entre dez mulheres e, para isso, não se poupam esforços. Mas a fórmula ‘mágica’ pode ser muito mais simples do que se imagina. Além de usar bons produtos e fazer os tratamentos indicados por profissionais, basta seguir uma dieta saudável. A beleza dos fios está diretamente relacionada ao que comemos.

O primeiro passo é justamente adequar o consumo de calorias, como explica a nutricionista da USP, Mariana Del Bosco. “Primeiramente é importante adequar o consumo de calorias! Dietas muitos restritivas ou extremamente hipocalóricas comprometem, inclusive, a saúde do cabelo. A queda de cabelo pode ser um sinal de desnutrição, por exemplo”, comenta.

Para ter fios saudáveis, também é essencial consumir a quantidade certa de proteínas. “A proteína é a matéria prima do cabelo, então, ela tem influência direta sobre ele. Dietas hipoprotéicas comprometem a saúde dos fios, alterando seu aspecto. Neste caso, a alimentação de pacientes que não consomem (ou consomem em quantidade insuficiente) produtos lácteos, carnes, ovos e grãos, precisa ser cuidadosamente avaliada e complementada”, diz a nutricionista. A falta deste nutriente deixa o cabelo quebradiço e com pontas duplas.

Mariana explica ainda que uma das principais causas da perda de cabelo em mulheres é a anemia. “Por isso, é importante garantir um aporte adequado de ferro, ácido fólico e vitamina B12. Todos esses elementos estão envolvidos na formação das células vermelhas do sangue”, esclarece.

Segundo a médica, o consumo de vitamina C também é importante, pois ela otimiza a absorção do ferro, que tem um papel fundamental na nutrição e oxigenação da raiz capilar. Quando há uma deficiência dele, os cabelos ficam opacos e, gradualmente, mais finos até caírem. “O zinco, que é encontrado nas carnes, também é importante para a estruturação do fio do cabelo”, completa a nutricionista.

  • Fontes de ferro: carne, frango, grãos (feijão, ervilha, lentilha, soja e grão de bico), beterraba;
  • Fontes de ácido fólico: folhas verde-escuras, morango;
  • Fontes de vitamina B12: carne, frango, peixe, leite, ovo;
  • Fontes de vitamina C: frutas cítricas, tomate.

 


Fonte: Via Comercial, 05/02/2010

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*