Remédio para emagrecer ? A ANVISA quer só o Xenical

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quer banir de vez a comercialização de todas as drogas usadas para emagrecer que atuam no sistema nervoso central: a sibutramina e os derivados de anfetamina (femproporex, dietilpropiona e mazindol).

Pela ANVISA a única droga para o tratamento da obesidade que continuará liberada será o orlistate (Xenical), que atua diretamente no intestino, reduzindo em cerca de 30% a absorção de gordura.

Diante de estudos que apontam que o consumo de sibutramina aumenta o risco de problemas cardíacos, desde o ano passado a Anvisa impôs novas regras e endureceu os critérios de venda dessa droga – considerada de primeira classe no tratamento da obesidade. Ela deixou de ser vendida como medicamento comum e passou a integrar a categoria dos anorexígenos, drogas que exigem receita especial.

Para médicos endocrinologistas que atuam no combate à obesidade, a medida é radical demais e vai deixar os pacientes sem opção de tratamento, já que o controle da fome e da saciedade ocorre no cérebro:

"Quase metade da população brasileira tem sobrepeso. Muitos pacientes não conseguem perder peso com o tratamento clínico convencional, que inclui dieta e exercícios físicos. Como vamos controlar a obesidade desses pacientes sem mexer no cérebro?", diz o endocrinologista Márcio Mancini, chefe do departamento de obesidade do Hospital das Clínicas (HC).

Como esse é um mercado bilionário, que tende a crescer mais devido ao aumento de peso da população, e por que a ANVISA pretende deixar apenas o Xenical liberado, é muito importante que os motivos sejam claramente explicados, sobre o risco de haver desconfiança de favorecimento a um laboratório farmacêutico.

Xenical, o único remédio para emagrecer que a ANVISA quer manter liberado

Informações sobre o Xenical, remédio para perder peso

A principal função do Xenical (orlistate) é impedir a absorção da gordura dos alimento dos alimentos pelo intestino. Ao se tomar Xenical junto com uma refeição, até 30% da gordura ingerida durante a refeição passa pelo intestino sem ser absorvida. Dessa forma não há a conversão delas em calorias, o que ajuda a reduzir o peso.

O Xenical só tem efeito na presença de gorduras provenientes da dieta. Portanto, caso não seja ingerida uma das refeições principais ou se for ingerir uma refeição que não contenha gordura, não será necessário tomar Xenical. Se você comer apenas uma salada, sem azeite ou outra fonte de gordura usar Xenical não servirá para nada.

A perda de peso inicia-se, normalmente, dentro de 2 semanas após o início do uso do Xenical e continua durante os 6 ou 12 meses de tratamento.


Fonte: www.estadao.com.br