Remédios para emagrecer podem ser perigosos para a saúde

Passa ano, entra ano, e as pessoas em épocas de festas continuam a procurar uma fórmula mágica para emagrecer. E aí pensam nas propagandas de remédios para emagrecer.

Parece que em épocas de festas as pessoas costumam “esquecer” que para emagrecer é necessário alimentação balanceada e exercícios. Promessas mi9lagrosas de remédios para emagrecer não deveriam sequer ser consideradas mas não é isso que acontece.

Grande parte desses remédios para emagrecer são vendidos sem receita, até mesmo pela Internet e muitos, que se dizem “naturais” , podem esconder substâncias controladas e possivelmente perigosas a saúde humana.

Um exemplo é o “Divine Shen”, um chá chinês para emagrecer: embora alegue ser natural, sua fórmula contém sibutramina, uma droga sintética. Ou seja de natural esses chá não tem nada É questão de saúde grave, porque a sibutramina tem efeitos colaterais sérios, principalmente para pessoas que têm propensão a sofrer acidentes cardíacos e vasculares. A sibutramina é um medicamento utilizado no tratamento para perda de peso. Mas é de uso controlado, de tarja preta. Só pode ser vendido com prescrição médica.



E para ilustrar o perigo dos remédios para emagrecer, a empresa que importa o “Divine Shen” só pode importar…tecidos. Ou seja atua ilegalmente !

Da mesma forma a caraluuma fimbriata, que embora não contenha substâncias sintéticas, nunca passou por exames na Anvisa.

Foto mostrando comprimidos de remédio

Mesmo os remédios para emagrecer que se dizem naturais podem prejudicar seriamente a saúde

Não é a toa que a caralluma e o Divine Shen foram proibidos de importação e comercialização pela Anvisa no dia 21/12/2010.

Se você precisa de uma dieta para emagrecimento tenha em mente que é preciso auto-disciplina na alimentação e que não existem soluções milagrosas, como os ditos remédios para emagrecer prometem.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*