Remédio para emagrecer: ele pode ser rápido em te trazer doenças ao invés de emagrecer

Fim de ano, carnaval, férias, viagem programada para a praia… Esses elementos podem ser enorme fonte de preocupação para quem não conseguiu fazer as pazes com a silhueta. Se não foi possível emagrecer de janeiro a novembro, parece que, para perder peso no último mêszinho do ano só apelando. Entre as soluções drásticas os remédios para emagrecer entram no topo da lista.

No entanto, especialistas alertam que a ausência de controle médico para ajudar na escolha do melhor remédio para seu organismo – e até para avaliar se é mesmo o caso de você recorrer a ele – pode levar a diversos problemas de saúde. “O consumo de remédios que auxiliam no emagrecimento podem levar a dependência, provocar ansiedade e irritabilidade, entre outrso sintomas”, revela o clínico-endoscopista Luiz Eduardo Campedelli, do Albert Einstein.

Parece pouco? Melhor pensar friamente se perder alguns centímetros da sua cinturinha vai mesmo deixá-la mais feliz se seu corpo tiver reações adversas como mudanças de humor, dor de cabeça, depressão, tontura e outros males que a automedicação provoca.

Segundo o médico, não há milagre. “A melhor alternativa para atingir o peso almejado é aliar prática de exercícios físicos à reeducação alimentar. “Essa é a forma mais saudável, segura e perene de eliminar e manter o peso”, declara.

 


Fonte: Abril, 10/12/2009

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*