Tratamento da cocaína: nova vacina pode acabar com a dependência química

Para as milhões de pessoas que sofrem com a dependência química da cocaína, surge uma nova esperança para o tratamento: uma vacina combater o prazer causado pela cocaína.

Por incrível que pareça essa nova vacina para tratamento da cocaína, em fase experimental, é feita da combinação de pedaços de um vírus causador do resfriado e partículas que imitam cocaína, criando um composto que induz o sistema imunológico a combater o princípio da cocaína antes que ele chegue ao cérebro.

No estudo, divulgado ontem, na revista científica “Molecular Therapy”, os pesquisadores usaram ratos como cobaias. Nesses animais, o efeito da vacina durou 13 semanas.

Segundo os pesquisadores, se ratos podem ser protegidos do efeito da cocaína com a vacina, o mesmo efeito pode ser conseguido com seres humanos, curando-os da dependência química da cocaína.

Atualmente não existem vacinas contra nenhum tipo de  droga. Existem outras tentativas de criar um vacina contra a cocaína, mas esta é a primeira vez que se consegue uma vacina que não exije caras e múltiplas aplicações, fazendo com que seja simples o caminho para o próximo passo: testar a vacina em humanos e ver se ela será eficaz contra a dependência química.

O princípio dessa vacina é que a pessoa pode usar a cocaína mas o seu sistema imunológico irá destruir a droga antes dela chegar ao cérebro. Como isso os efeitos da cocaína não ocorrerão.

 

A dependência química da cocaína: uma visão por dentro e fora do corpo do usuário

One thought on “Tratamento da cocaína: nova vacina pode acabar com a dependência química

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*