Tricomoníase, sintomas, diagnóstico e tratamento

Você está com corrimento esverdeado e bolhoso, com odor, podendo ser acompanhado de coceira ? Pode ser a tricomoníase.

Essa doença é causado por um protozoário chamado Trichomonas vaginalis e adquirido por meio de relações sexuais ou de contatos íntimos com secreções de uma pessoa contaminada. A tricomoníase é considerada uma doença sexualmente transmissível.

Sintomas da tricomoníase

Ela afeta tanto homens quanto mulheres, embora os sintomas sejam mais comuns no sexo feminino.

A maioria dos homens com tricomoníase não apresenta sinais ou sintomas, porém alguns temporariamente têm irritação dentro do pênis, corrimento moderado ou queimação leve ao urinar ou ejacular. Nas mulheres os sintomas incluem um corrimento vaginal amarelo-esverdeado com forte odor. A infecção também pode causar nas mulheres desconforto durante o intercurso sexual e ao urinar, assim como provocar irritação e coceira na área genital. Em casos raros, a mulher pode sentir dor no abdômen inferior. Os sintomas geralmente aparecem nas mulheres entre 5 e 28 dias depois da exposição.

A inflamação genital causada pela tricomoníase pode aumentar a susceptibilidade da mulher ser infectada pelo HIV caso seja exposta ao vírus. Ter tricomoníase também aumentar a probabilidade da mulher portadora do HIV passá-lo ao parceiro sexual. A mulher grávida com  tricomoníase pode dar a luz a bebês prematuros ou com pouco peso.

Diagnóstico da tricomoníase

O diagnostico é clínico e por meio de exames microscópicos realizados no próprio consultório médico, exames de laboratório ou pelo papanicolaou.

Tratamento da tricomoníase

A tricomoníase geralmente pode ser curada com remédios sob prescrição médica. Os sintomas da tricomoníase em homens infectados podem desaparecer em algumas semanas sem tratamento.

Homens infectados, mesmo que não apresentem sintomas, podem infectar a parceira sexual se não receber tratamento para tricomoníase. Desta forma, ambos parceiros sexuais devem receber o tratamento ao mesmo tempo para eliminar o parasita. Pessoas sendo tratadas contra tricomoníase devem evitar sexo até que seu parceiro sexual tenha completado o tratamento e não apresente sintomas.

Ter tricomoníase uma vez não protege a pessoa de contrair a doença novamente.

Republished by Blog Post Promoter