Uso excessivo de botox pode prejudicar a saúde

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a aplicação de botox corresponde a 92% dos procedimentos estéticos não cirúrgicos realizados no Brasil. Esse tipo de tratamento ficou bastante popular por corrigir rugas de expressão de forma rápida.

Entretanto, é necessário cautela para não correr riscos. “Existe uma quantidade máxima de botox que pode ser aplicada em cada região da face. Ultrapassar essas doses pode comprometer a segurança do procedimento e causar danos para o paciente”, salienta a cirurgiã plástica, Dra. Ruth Graf, diretora técnica do Pietà Centro Médico.

Quando usada com prudência, o botox não provoca nenhuma complicação grave para o organismo. “A quantidade é mínima e age somente no grupo muscular local”, explica a cirurgiã plástica. “Se o uso não for criterioso, pode acontecer paralisação completa de alguns músculos, o que compromete a expressão facial.”

Os efeitos do botox duram até seis meses. Após esse período os músculos voltam a contrair e as rugas aparecem novamente. “A nova aplicação é feita com intervalo de no mínimo três meses e é semelhante a anterior”, explica a cirurgiã plástica Dra. Silvia Gonçalves, do Pietà Centro Médico.

O procedimento é realizado no consultório em apenas uma sessão. “A aplicação é rápida e a dor é bem tolerada pelos pacientes. Se necessário, usamos uma pomada anestésica”, conta.

 

Normalmente a dor provocada pela aplicação do botox é bem tolerada pelos pacientes

Como qualquer outro tratamento estético, alguns cuidados são fundamentais, como interromper o uso de alguns medicamentos e informar ao médico qualquer tipo de alergia. “Inclusive, a toxina botulínica não deve ser aplicada se o paciente estiver usando alguns tipos específicos de antibióticos”, ressalta a cirurgiã plástica Dra. Daniele Pace.

Após a aplicação, podem surgir alguns hematomas que tendem a desaparecer num período de uma semana. Os movimentos faciais devem ser evitados nas primeiras 4 horas, para impedir que a toxina botulínica se espalhe pelo rosto e perca o efeito desejável no local da aplicação. “E nas primeiras semanas, a exposição ao sol dever ser evitada. Depois desse período, é obrigatório o uso do protetor solar fator 20, no mínimo, sempre que sair de casa durante o dia”, esclarece a Dra. Ruth Graf.


Fonte: paranashop.com.br

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*